8 de fevereiro de 2010

Pão doce

Oiêeeeee!!!

Vim deixar a tchurma com água na boca, olha que dílicia que ficou.
Acabou de sair do forno.

É a mesma receita da que está nos arquivos procure o marcador culinária e o dia 29 de setembro de 2007. Essa eu não fiz o creme de confeiteiro mas coloquei uva passa, fruta cristalizada e essência de panetone.
E fiz uma caldinha de brilho àgua, açucar, maizena e caldo de uma laranja cozinhar fica ralinha.



Bjs.
Audrey

10 comentários:

A FELICIDADE disse...

OLÁ AUDREY!
QUE DELÍCIA!DÁ ÁGUA NA BOCA.
UMA BOA NOITE.
BJSSSSSSSSSSS
BETI

Olivia Claudia disse...

que maldade ;))
deu água na boca!!!
bjsss
Olivia

Nile e Richard disse...

Oi Audrey.
Pela aparencia me parece deliciosa.
abçs.Richard.

Croche da Naninha disse...

deu agua na boca nossa que delicia!!

mimiaartes disse...

Passeando pela net, vim dar uma olhadinha no seu blog!!! Parabéns!!!Adorei as ideias!! Beijos

wilma disse...

Ai, Audrey!! Tô aquí quase na hora do almoço e o que vejo?
nham, nham...tenho que comer com os olhos...rsrs
bjosss

Sandra disse...

Tá rolando promoção no Criando Asas!
Passa lá e participa!
Beijos!

Maria Salomé disse...

Querida amiga!!!!

Hummmmmmmm!!!! Que delicia!!!!!!

Estou de volta e gostaria de contar com a tua preciosa amizade no meu novo cantinho, no Shalom tem o novo endereço.

Lindos trabalhos!!!Parabéns!!!
Beijos carinhosos
Salomé

Marcia Gullo disse...

Perái que vou pegar o babador e já volto!!!!
Bejus e inté.

anjoartes disse...

A Idade de Ser Feliz

Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa.
Beijos
Angela